Pages

10.7.08

Deu a louca em Hollywood

Engraçado como em poucos anos, alguns de nossos conceitos amadurecem e fortificam-se, enquanto outros, se transformam radicalmente. Hoje, eu, que há uns anos era fã da cinematografia hollywoodiana, vejo o quanto o cinema norte-americano produz lixo, alienação, falta de senso crítico e percepção, extingüe bases filosóficas e cada vez mais é responsável pela formação de uma juventude sem a capacidade de pensar, raciocinar, alienada, que reprodruz tudo o que vê e possui a chamada "cultura-lixo".
Não generalizando, (salve alguns diretores como Steven Spierlberg) também produz bons filmes. Filmes clássicos que acabam caindo no gosto da crítica e do público e contrapondo-se aos besteiróis americanos os fazem não ter significância no cinema mundial. O que é passado para o resto mundo é que Hollywood, centro cinematográfico de grandes clássicos como 'O vento levou', 'Psicose', 'Titanic' e muitos outros, só prodruz filmes bons. O que nem de longe é verdade.
Produz alguns, sim, mas em proporção, os filmes ruins, alienantes e sem significância pessoal são produzidos em uma escala infinitésimamente maior - haja vista que os filmes os quais chegam ao Brasil, são os "melhores" (ou, os mais apreciados pelo público alienado), imagine o que sai de lá, e não chega aqui. Inexoravelmente, filmes como 'Uma mente brilhante' não compensam o lançamento de 6 'American Pie's'. Se você discorda, então ao menos concorde que os americanos colonizaram até seu subconsciente.

Nenhum comentário: