Pages

19.2.09

O sétimo selo

O Sétimo Selo ou Det Sjunde Inseglet revela uma alegoria em preto e branco sobre a busca infinita pelo sentido da vida em um mundo caótico: o mundo do século XIII, devastado pela Peste Negra. Tanto o tema quanto a abordagem irreverentes para o modo de fazer cinema atual, é um presente divino para qualquer cinéfilo e a primeira da série de três grandes obras-primas de Bergman, um dos diretores que finalmente fazem jus à definição do cinema como a sétima arte. Sair da mesmisse e parar de alugar os mais lucrativos filmes de Hollywood é o primeiro passo para se entender a verdadeira atribuição que pode ser dada ao cinema e o porquê de Ingmar Bergman ser foco até mesmo de doutorado em universidades e escolas de arte européias.
Jogar xadrez com a morte pode despertar perguntas inquietantes e até mesmo, respondê-las.
Afinal, 'Se nada é perfeito nesse mundo imperfeito, então o amor é perfeito na sua imperfeição.'

8.2.09

sobra tanta falta

Falta tanta coisa na minha janela, como uma praia. Falta tanto tempo no relógio, quanto uma semana. Sobra tanta falta de paciência que me desespero. Sobram tantas meias-verdades que guardo pra mim mesma. Sobram tantos medos que nem me protejo mais. Sobra tanto espaço dentro do abraço. Falta tanta coisa pra dizer que nunca consigo. Sei lá se o que me deu foi dado, sei lá se o que me deu já é meu, sei lá se o que me deu foi dado ou se é seu. Sei lá. Sei lá. Vai saber se o que me deu quem sabe, vai saber quem souber me salva. Vai saber o que me deu quem sabe, vai saber quem souber me salva.
Vai saber, quem souber me salva.

/oteatromagico.mus.br