Pages

2.11.09

Perturbação dos sentidos

05:21. Acabei de terminar de ler o livro que me atormenta há duas semanas. História do olho. Sonhei com imagens do Pierre Molinier e André Kertész – de fato, Bataille está para além do Breton e da obviedade, como referência, de Cronenberg e Lynch; Bataille trouxe ligações imagéticas inesperadas e perturbadoras.
.
Creio na poesia, no amor e na morte.
Escrevo um verso, escrevo o mundo; existo, existe o mundo.
Da ponta do meu dedo mínimo corre um rio. O céu é sete vezes azul.
Esta pureza é de novo a primeira verdade, a minha última vontade.
Risos.

Nenhum comentário: