Pages

19.1.10

Pra que minha vida siga adiante...

Tava meio afastada daqui, enfim, não por falta de idéias, mas por falta de organização para -las em ordem. Acontece que nesses últimos dias, eu tenho pensado o quanto algumas coisas acabam mudando nossa vida irremediavelmente. Elas podem ser banais, efêmeras, importantes, intocáveis, detestáveis, platônicas. Não sei na vida de vocês, mas na minha, tiveram acontecimentos cruciais pra todo o desenrolar da minha história, e pessoas, tangíveis ou não, que nem dá pra explicar a magnitude da importância. E a importância específica de uma determinada banda pra construção de todos os meus sonhos e até da minha própria personalidade, é ines... timável. A banda? Todo mundo já sabe qual é. Assim é que se faz, ? Pois é, recesso. 2 anos e meio sem mais nada novo. Mas os 4 álbuns que eles deixaram ainda me alimentam como da primeira vez que ouvi cada música. Suas músicas e minhas fases. Fico revezando-as junto com os álbuns. Agora eu numa fase bem 'Bloco do eu sozinho', talvez por muitas das letras relatarem o que eu sentindo agora. Mas essa vai ser pra sempre a minha banda, sabe? A banda da minha vida. Paixão minha. Poucas pessoas têm a sorte de se identificar tanto com uma banda como eu tive. Cada acorde, sopro, melodia... uhhhh, é tão pra mim. Tão de mim. É tanto eu que até me assusta. parecendo uma criança de 13 anos empolgada com a sua mais nova descoberta musical, mas pra eles, eu sou bem assim mesmo: aos 13, igualzinho quando vi um show ao vivo pela primeira vez. E sempre bate aqueela nostalgia, é de lágrima. Hiato eterno? Nem choro mais, só levo a saudade, os 4 álbuns e a fé pra onde eu sempre aponto, e remo.