Pages

13.10.11

As tantas rosas que os poderosos matem...

nunca conseguirão deter a primavera.

Nenhum comentário: